Controlado e mantido pela Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira – ANVFEB, o Museu da FEB tem como objetivo principal contar a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, destacando a contribuição dos combatentes mineiros.

Na Segunda Grande Guerra (1939 – 1945), o Presidente Getúlio Vargas determinou que tropas da Força Expedicionária Brasileira (FEB) fossem enviadas à Itália para integrar as forças aliadas contra o nazifascismo. Os soldados brasileiros participaram de importantes batalhas, como as tomadas de Montese, redutos defendidos pelos inimigos. Os pracinhas eram soldados que estavam na linha de frente dos confrontos.

A instituição foi criada em 1986 e implantada em 1988 e o acervo possui diversos suportes distribuídos em seis salas temáticas e constitui-se de documentos (fotografias, jornais, objetos tridimensionais, armamento e vestuário) que remontam à participação da Força Expedicionária Brasileira na Guerra.

 

Leave a Comment